Notícias e publicações

08/02/2017 : Meu PAI, meu SUPER COACH

Ei pai,

Sabe de uma coisa? Estou olhando minha vida e pensando em você. E ao pensar em você vem à minha mente as imagens da copa do mundo. Vejo a importância do papel do técnico, do treinador, também conhecido como coach. Verifico que, para fazer o time vencedor, ele necessitava conhecer as características de cada um dos seus jogadores; treinar e desenvolver suas habilidades; aproveitar o máximo de seu potencial; reforçar seus acertos; motivar para que dessem o melhor de si e o time continuasse vencendo.

E agora olho para você e tomo consciência do seu papel como o grande treinador em minha vida. Então pai, posso dizer que Você é meu Super Coach.

Mesmo antes que eu viesse ao mundo você já acompanhava meu desenvolvimento e se preparou para minha chegada. Esteve presente em meus primeiros balbucios, segurou minha mão em meus primeiros passos, e a mamãe ficou um pouco frustrada por que falei "papa", antes mesmo de falar "mamã".

E quando fui crescendo, você se encantou com as minhas curiosidades e minhas descobertas do mundo.

Buscou conhecer meus desejos, meu jeito próprio de ser, minhas características, em que eu era bom(boa) e demonstrava habilidades, incentivando-me para que seguisse em frente, confiando em minha capacidade, torcendo sempre por mim em toda circunstância.

Lembro-me dos momentos do ir e vir da escola, os passeios ao parque, o empurrar do balanço e você rindo com meu riso, bebendo da minha alegria. E os passeios de bicicleta! Você segurando minha bicicleta e gradativamente tirando as rodinhas para que eu sentisse que já estava pronto(a) para seguir só. E na praia, juntos fizemos castelos de areia, e saiamos a correr para enfrentar as ondas e era em suas mãos que eu segurava para não sentir medo.

E na medida que eu crescia você esteve ao meu lado orientando, transmitindo seus valores, ensinando pelo exemplo. E no seu olhar eu fui me inspirando e sendo capaz de me posicionar diante das adversidades que a vida foi apresentando. Em você eu projetava a figura do herói que eu queria ser.

Claro que houve momentos em que chorei, fiquei bravo(a) com você, pois eu queria comer mais chocolates e tomar mais sorvete do que era saudável. Com minha falta de consciência do perigo era ousado(a) e seu "Não pode" me deixava irritado(a). Arrumar os brinquedos era uma luta e sua voz firme e sua compreensão da minha rebeldia contribuíram para que eu aprendesse sobre organização, sobre limites.

Houve momentos em que vi você bravo, falando comigo com voz alterada e agressiva e eu me sentia amedrontado(a) me perguntando o que eu havia feito. Hoje vejo que você era e é também humano, que tinha seus dias de mau humor, de estar mais impaciente, aborrecido com coisas do escritório.

Quem sou eu hoje? Hoje trago em mim ricos aprendizados da nossa trajetória, da nossa convivência. e o que mais me comove é perceber que mesmo quando eu achava que você estava sendo injusto ou não atendia meus desejos, na verdade você desejava que eu aprendesse a enfrentar frustrações, a identificar meu potencial e minha coragem.

Sim meu pai, VOCÊ FOI E É MEU SUPER COACH, meu grande preparador para enfrentar a vida. Quero que você saiba o quanto o admiro e quanto lhe sou grato(a) por ser tê-lo como pai.

Meu grande abraço e um beijo estalado em suas bochechas. Amo você, meu querido pai.

Seu(sua) filho(a)

Adalgisa Almeida - coach e consultora